22 de abril de 2012

Médicos ou monstros?

A humanidade não se divide em heróis e tiranos. As suas paixões, boas e más, foram-lhe dadas pela sociedade, não pela natureza. Charles Chaplin

Alguns meses atrás em São Paulo e Sorocaba entre outras cidades foram descobertos um esquema onde médicos famosos burlavam, ou melhor, fraudavam suas presenças em hospitais públicos, enganando pacientes e o Estado, que os remunera mediante suas horas trabalhadas.

O processo foi instaurado, confesso que não tenho certeza se os manganões safados foram demitidos e se tiveram que devolver aos cofres públicos os valores roubados dos contribuintes paulistas. Difícil neste caso não imaginar o que ocorre nos Estados mais distantes da Nação, sem os recursos de informática e controle que SP dispõe em seus Hospitais.
Não estamos falando de estagiários, mas de médicos formados e preparados em tese para agir com honestidade, probidade e ética a favor da sociedade que pagou na maioria dos casos suas formações em Universidades Públicas.
Ontem veio a notícia estarrecedora que alguns médicos espertalhões (Tipo político) usam outros profissionais em seus lugares na hora de realizarem cirurgias. Eles comparecem ao hospital, falam com os pacientes, mas na hora do procedimento cirúrgico, que o paciente a eles confiou, caem fora e deixam o paciente nas mãos de um profissional desconhecido.

Por enquanto eles estão usando outros médicos para enganar os pacientes e os Hospitais. Mas não vai demorar muito até que criem coragem de utilizarem outros profissionais (Enfermeiros, residentes, faxineiros) etc.

Estes hipócritas pensam que são Deuses, ou melhor, tem certeza, abusam da fragilidade e da impunidade que corre solta em nosso país. Se houvesse demissões por justa causa, penas duras para estes abusos com certeza estes imbecis de branco não iriam por em risco a sua credibilidade.
O Conselho Regional de Medicina no âmbito nacional deveria imediatamente tomar providência severas contras estes pseudoplasmódios da medicina brasileira.

Os Hospitais devem ficar atentos e coibirem estes procedimentos nefastos destes médicos que enojam com este comportamento que não combina com esta nobre e digna profissão, afinal, o Brasil tem muitos profissionais da medicina que são orgulho para esta Nação.

21 de abril de 2012

Copa no Brasil - Tempo passa e o vexame se aproxima!

Os políticos acham que suas promessas resistem ao tempo incólume e podem a qualquer momento serem cumpridas, geralmente de forma parcial, porca e miseravelmente. Lula viajou no seu último mandato e pleiteou junto à FIFA na Suíça que o Brasil sediasse a Copa do Mundo de futebol de 2014.

Muitos não acreditaram, mas como o sistema de votação daquela entidade ultrapassada e cheia de vícios adota um modelo de votação similar aos que nossos políticos adoram – vencemos. Diria que, fomos (sociedade civil) derrotados.

Os investimentos em estádios ultrapassam a soma de bilhões de reais a serem desperdiçados por obras superfaturadas, desnecessárias na medida em que alguns estádios não terão jogos suficientes para sustentarem seus gastos com manutenção. Obras que ainda não ultrapassaram no geral a 30% de sua totalidade em pleno 2012.

As obras de infraestruturas viárias, aeroportuárias, hotelaria, saneamento básico que eram chamadas de ultra importantes e que seria o maior legado pós realização da Copa, inexistem por completo. Não houve nem em SP a construção de nada que de longe lembre que iremos ou pretendemos sediar uma Copa do Mundo.

Não sabemos se o motivo é pelo fato de que o MP está atento aos desmandos e superfaturamentos ou se os governantes dos partidos que não são aliados ao PT não querem dar a Dilma obras que seriam usadas na sua campanha à reeleição em 2014. Que é o caso do PSDB em SP e MG.

Certo é que, o povo brasileiro está a menos de dois anos de passar uma vergonha incrível, com a realização de um evento mundial, onde os olhares de todo planeta estarão voltados para o nosso país. Isto se a FIFA não fizer o mais correto e cancelar em 30 de junho nossa (deles) pretensão de realizar a Copa do Mundo, passando o evento de 2014 para uma Nação séria, de homens públicos sérios, corretos e competentes.

Esta montanha de dinheiro gasto em estádios e fanfarronices é um dos maiores desperdícios que já se viram no Brasil, desde os tempos do império, quando o ouro sai livremente em navios de países europeus ditos do primeiro mundo. Que nos colonizaram e forjaram esta gentalha que hoje habita nossa vida pública.

16 de abril de 2012

Uma cachoeira de lama!

Todos sabem que no planalto central não tem mar, porém existem várias cachoeiras incrustradas em áreas daquela região, em Goiás principalmente. Nas últimas semanas muito se falou no país da Cachoeira de Carlinhos, um bicheiro, empresário, lobista, corruptor de governantes e pessoas ao lado do poder.

Uma cachoeira que ao invés de água limpa, deixa correr muita sujeira, lama e detritos que invariavelmente atingem seus frequentadores. Embora o dono da cachoeira esteja preso sob os cuidados da Polícia Federal, diariamente temos novidades nos telejornais sobre pessoas que chafurdaram na lama de Carlinhos Cachoeira.

Governador de Goiás, do Distrito Federal, assessores, deputados, senadores, chefes de polícia e muitos outros ainda não investigados estão no rol de quem se banhou na grana da corrupção paga por Carlinhos Cachoeira, proprietário de empresas que ganhavam licitações e até serviços sem que houvesse o processo licitatório.

Um banho de água fria e suja em todo povo brasileiro que paga os maiores tributos no planeta e não recebe nada exceto notícias deste quilate diariamente nos telejornais de todo país.

Cadeia? Cachoeira ficará preso por um tempo é bem verdade, porém já constituiu advogados a peso de diamante bruto e com certeza terá todo amparo legal que se pode ter num país que preza por ajudar seus bandidos e criminosos com a “melhor” justiça do mundo.

Os envolvidos em gravações dificilmente serão envolvidos em inquéritos que os levem à prisão ou ao menos as barras dos tribunais. Alguns como Demóstenes conseguiram se safar pedindo exoneração, demissão, ou seja, lá qual mecanismo for para evitar perda de mandato e arranhões em suas ilibadas reputações de bandidos travestidos de parlamentares.

O pior é termos certeza que esta não é nem nunca será a única fonte de água suja que corre no país, existem milhares de cachoeiras podres como esta que presenciamos no planalto central espalhadas pelos nossos Estados e Munícipios.

6 de abril de 2012

Um livro, um agradecimento e uma parte do meu coração!

"... quando explicamos a poesia ela torna-se banal. Melhor do que qualquer explicação é a experiência direta das emoções, que a poesia revela a uma alma predisposta a compreendê-la." Pablo Neruda)

Escrever um livro não é fácil nem difícil, mas é preciso ter conhecimento do assunto a ser abordado, que pode ser técnico, biográfico, simples relato de ideias, conto, crônicas ou poemas. Depois é preciso ter dom, paciência para buscar a melhor alternativa de custo editorial e assim moldar sua forma final.
Eu acabo de realizar meu primeiro sonho, que era colocar em livro meus poemas, havia muitos, tive que seleciona-los e passar por todo processo acima citado. Ao final de muita espera deu tudo certo, ao menos fiz chegar aos amigos à possibilidade de visitarem no papel um pouco do meu coração.
Ver o livro na livraria após seu lançamento em Bauru foi algo que me deixou emocionado, bem como, o carinho dos amigos no dia do lançamento na cidade que vivo. Depois receber a notícia da sua disponibilidade numa grande rede de vendas online por todo território continental de nosso país é muito gratificante.
Penso em tentar outros projetos dentro de alguns meses e para isso quero agradecer cada um dos amigos e familiares que me ajudaram neste momento, quer seja estando presentes ou mesmo à distância divulgando, torcendo e vivendo cada momento de magia que vivo agora.
Estes poemas como diz sabiamente o poeta Pablo Neruda de quem sou assíduo leitor e fã não tem explicação, pois a experiência direta das suas emoções que revelam as almas predispostas a compreendê-la. Ou como disse o escritor José Saramago:
“Escrever é traduzir, mesmo quando estivermos a utilizar a nossa própria língua. Transportamos o que vemos e que sentimos para um código convencional de signos, a escrita... e deixamos às circunstâncias e aos acasos da comunicação a responsabilidade de fazer chegar à inteligência do leitor, não tanto a integridade da experiência que nos propusemos transmitir... Mas uma sombra, ao menos, do que no fundo do nosso espírito sabemos bem ser intraduzível, por exemplo... A emoção pura de um encontro, o deslumbramento de uma descoberta, esse instante fugaz de silêncio anterior à palavra que vai ficar na memória como o rasto de um sonho que o tempo não apagará por completo.”
Obrigado de coração aos amigos que leem meus escritos neste Blog e o divulgam, fazendo com que tenha atingido a marca mais de doze mil visitas em menos de dois anos. Aos amigos que compraram e estão divulgando meu Livro O Tempo na Varanda. Fiquem com Deus.